terça-feira, 28 de maio de 2024
Login
  • Home
  • Pabx Virtual
  • Dicas Para Realização De Pesquisas De Satisfação Em Call Center

Dicas Para Realização De Pesquisas De Satisfação Em Call Center

Dummy

Ainda não foi encontrado um método mais eficaz do que as pesquisas de satisfação em Call Center para obtenção de informações importantes sobre o desempenho da sua empresa, do atendimento ou de um produto/serviço específico, pois todos os dados são fornecidos pelo próprio cliente após um atendimento através do Call Center.

Para que os dados possuam relevância, é necessário a criação de métricas para que as pesquisas de satisfação em Call Center alcancem o objetivo definido no momento da sua idealização. O mais importante é se colocar no lugar do cliente para que as pesquisas tenham boas taxas de respostas. Pesquisas longas e complexas tendem a não ter respostas, uma vez que o cliente não tem tempo/paciência de realizar a pesquisa completa.

Entenda definitivamente como ter sucesso em suas pesquisas de satisfação em Call Center

Em suas pesquisas de satisfação em Call Center, as perguntas precisam ser curtas e muito objetivas. O sistema URA (Unidade de Resposta Audível) deve ser configurado para iniciar assim que o atendimento ao cliente for encerrado pelo atendente. Ao idealizar as perguntas, tenha em mente qual o objetivo da pesquisa para que as perguntas possam fornecer um resultado satisfatório.

Falando ainda sobre as perguntas, evite complexidade. Quanto mais objetivo e de fácil entendimento, melhor será a qualidade do resultado obtido, bem como a taxa de resposta. Para as respostas, escolha perguntas que possam ser respondidas por escala de 1 a 10 em casos de métricas de avaliação de satisfação ou sim/não para outras perguntas. Dessa forma, as respostas são mais assertivas.

As avaliações podem ficar positivas, negativas ou cair na neutralidade, o que nem sempre é o esperado. As opiniões tornam-se mais extremas quando as perguntas giram em torno da satisfação do cliente. Caso a métrica de 0 a 10 em uma escala de satisfação não seja a melhor ideia, pois você busca respostas rápidas, então você pode reduzir a escala na configuração da sua URA para 1 a 3, onde 1 é muito ruim e 3 é muito bom.

Um outro ponto importante é a forma de abordagem ao cliente. Para que ele realmente participe das pesquisas de satisfação em Call Center, ele precisa entender o quanto a sua participação é importante.

Os clientes, em sua grande totalidade, não aguardam nada após a finalização do atendimento. Embora seja uma boa forma de perguntar se eles estão dispostos a responder uma pesquisa pós-chamada desde o início de uma chamada de atendimento ao cliente, muitos clientes não têm tempo para isso, embora pudessem estar disponíveis em outro momento.

A resposta reside na programação de uma chamada pós-pesquisa. Examinar o cliente em uma segunda chamada após a experiência é uma forma valiosa de obter dados úteis dele, mesmo que ele não esteja disponível para fazer a pesquisa logo após a chamada.

Considerações finais

Com estas dicas, é fácil criar pesquisas de satisfação em Call Center onde os clientes vão querer dar cinco estrelas. Torne o processo de pesquisa tão conveniente e simples quanto possível para o cliente para que, dessa forma, sua empresa alcance todas as respostas que necessita para a melhoria dos serviços/produtos. 

Juliana Rodrigues

Juliana Rodrigues é uma renomada escritora e jornalista especializada em diversos temas. Com formação acadêmica em jornalismo, ela possui uma habilidade única de capturar a essência das histórias e transformá-las em palavras que cativam o leitor. Com sua escrita envolvente e perspicaz, Juliana compartilha conhecimentos, reflexões e experiências em seu blog, levando os leitores a uma jornada inspiradora através das palavras. Seu estilo autêntico e sua paixão pela escrita fazem dela uma figura influente no mundo literário e jornalístico.
Dummy

Últimas Notícias

Todos os direitos reservados OmniSmart®